Compartilhar.

A calopsita caiu no gosto das famílias como animais de estimação, por serem muito alegres e amigas de seu dono, além de ter capacidade de imitar sons e palavras. Em suma, são bastante interessantes e divertidas para quem as adquire.

Neste artigo, vamos mencionar as características dessa ave e os cuidados que se deve ter ao criá-la da melhor forma.

Origem da calopsita

A calopsita é originária da Austrália e, atualmente, sua presença está disseminada por todas as partes do planeta.

É uma ave do gênero psitacídeo, o mesmo das araras, cacatuas e papagaios, tendo fortes características dessas espécies, inclusive em seu comportamento extrovertido.

São extremamente apegadas aos seus donos, exigindo grande atenção desses e, sendo assim, requerendo muita dedicação para que sejam dóceis e divertidas.

Calopsita

Normalmente, os donos aparam suas asas, sempre com o acompanhamento de veterinários especialistas, para evitar fugas e permitir ser criadas com liberdade em suas residências, sem a necessidade de ser mantidas em gaiolas por longos períodos.

Características principais da calopsita

A calopsita é um pássaro extremamente inteligente, possuindo grande habilidade para realizar imitações de sons repetitivos, cantar e se comunicar com o dono.

Calopsita

Medem aproximadamente entre 30 e 32 centímetros. Podem viver por até 25 anos e, dessa forma, o dono deve estar preparado para essa convivência mais intensa, tendo que avaliar inclusive sua própria disponibilidade para a tarefa de criação. Em momentos de viagem, por exemplo, deve pensar em qual destino dar para a ave, pensando sempre em sua segurança.

São aves muito independentes e gostam mais de viver em liberdade e não somente em gaiolas, são apegadas ao dono e o seguirão pela casa, demonstrando dedicação e companheirismo.

É aconselhável que seja adquirida uma companhia para a ave, para

que seja possível dividir sua atenção.

As fêmeas têm, como características, as asas abertas, cabeças para baixo e traseiro empinado. Podem botar ovos, independentemente de relações com machos e, normalmente, nesses casos, não geram filhotes.

Os machos, quando excitados, podem se masturbar, sendo totalmente normal esse comportamento e um alerta de que devem cruzar. Esses pássaros usam arrepios nas suas costas e logo a seguir um sacolejo, indicando que estão eliminando tensão ou querendo se aproximar de uma fêmea.

Calopsita

Calopsitas ficam muito excitadas pela manhã e tendem a se manter ativas querendo voar, cantar e brincar, demonstrando alegria por acordar.

Seus piados demonstram algumas condições e devem ser observados:

  • Altos e gritando – algo está incomodando a ave e só parará quando a situação for resolvida;
  • Baixos – normalmente por medo e insegurança, devendo ser dada atenção e apoio ao animal.

Calopsitas tendem a ter comportamento bastante ativo, então, caso note que está quieta ou em um canto, ajuda veterinária deve ser obtida para diagnosticar se ocorre algo indevido com a ave.

Cuidados com calopsita

Ter cuidados com o ambiente em que a calopsita ocupa, manter um horário de sono adequado e atenção à saúde da ave. Esses são os principais cuidados que se deve ter, além, é claro, de dar atenção e carinho.

Calopsita

Ter cuidado com a higiene, tanto da ave como da gaiola – ou local onde está –,  é uma atitude que favorece bastante a saúde do animal. Manter limpos  poleiros e locais de alimentação é importante e fundamentais para que sua ave seja saudável.

Manter uma rotina de horários de sono para esses pássaros é determinante para calopsitas mais ativas. Ter um ambiente tranquilo e calmo com uma duração de sono de até 12 horas é importante para sua ave.

Procure veterinários com experiência em cuidar de animais silvestres e faça consultas periódicas.

Alimentação para calopsita

A calopsita deve possuir uma alimentação saudável, com uso de sementes de qualidade, rações e alimentação natural, utilizando legumes, verduras verde-escuras e frutas.

Administrar refeições de vários tipos de sementes é indicado para esta ave, incluindo painço, alpiste, aveia, arroz e girassol.

Considerações finais sobre calopsita

Agora que você tem muitas informações sobre a calopsita pode começar a se dedicar à sua ave.

Calopsita

Se quiser saber mais informações acesse nosso blog e acompanhe assuntos relacionados a pássaros silvestres e as mais incríveis curiosidades. Não perca!

Quer saber mais sobre Calopsitas? Clique abaixo:

O que achou da postagem? Deixe seu comentário.

Compartilhar.

Sobre o autor

O 1º Portal para criadores e apaixonados por pássaros.