Compartilhar.

A natureza é rica em espécies de pássaros que deixam o céu mais colorido e deslumbrador de se ver. São espécies das mais diversas, com tamanhos, cores e características únicas, que vivem espalhadas em meio a áreas urbanas, rurais e florestas.

Para aqueles que gostam de pássaros coloridos, não podem deixar de conhecer mais sobre a espécie das Roselas. Elas são lindas, suas cores chamam a atenção, seu canto é bonito além de ser um dos melhores pássaros para se ter como companhia em casa, até porque podem ser criadas em gaiolas ou viveiros.

Se o seu interesse são em pássaros exóticos, acompanhe este artigo e conheça mais sobre a espécie e suas cores.

O que são as Roselas?

Os pássaros da espécie ou conhecidas também com o nome popular Rosellas, é uma espécie de pássaro dos mais coloridos, alegres, inteligentes que fazem parte do gênero Platycercus Elegans (nome que vêm do Latim) que é oriundo da Oceania, para ser mais específico do interior da Austrália.

A espécie possui cores vibrantes das mais variadas que encantam a todos. A mistura de cores é bem parecida com uma aquarela, os tons de amarelo, vermelho, tons de verde, marrom, preto e azul tomam conta das penas formando uma bonita mistura de cores.

Características da espécie

Diferente de muitos pássaros, a esperança de vida dos pássaros do tipo é de em média 30 anos. Muito para um pássaro? Mas pesquisadores já fizeram diversos estudos e verificaram que as Roselas realmente podem viver muito, principalmente se forem criadas em espaços adequados para a espécie como gaiolas apropriadas ou viveiros.  

Sua capacidade de procriar podem ser de até 15 anos, se o animal foi bem cuidado, com bons alimentos e tiver uma saúde em dia.

Apesar de ser um pássaro diferente dos outros, é possível ter ele em casa e criar essa ave como animal de estimação, mas falaremos mais como nos próximos tópicos deste artigo.

Outra característica marcante das Roselas é seu tamanho, os pássaros deste gênero não passam de 30 centímetros.

Para distinguir o sexo das Roselas é preciso observar suas cores:

  • As fêmeas sempre possuem em suas penas cores mais pálidas que vão da cabeça até o peito, além de sua cabeça e bico em alguns pássaros podem ser menores também;
  • Os machos possuem cores mais chamativas e marcantes em suas penas, além de serem maiores.

Conheça seus hábitos

Os pássaros exóticos dá espécie das Roselas, gostam de viver em pares ou em pequenos grupos, principalmente no verão que é a estação que mais gostam. Quando o inverno chega esses pássaros já gostam de formar bandos de 8 a 20 pássaros.

O curioso é que em algumas situações os grupos podem chegar até 100 pássaros juntos.

Se estiver querendo criar uma Rosela ou várias, saiba que esse tipo de pássaro é tímido e normalmente gostam de se alimentar no chão, pois para eles sua plumagem se transforma em uma camuflagem para não serem avistados.

São tímidos, mas ótimos companheiros que podem ser treinados para reproduzir um repertório de assovios e até imitar algumas palavras e frases, fazendo com que esse pequeno pássaro seja um dos mais inteligentes.

Os observadores de aves adoram ver as Roselas, principalmente durante a primavera que é a época que elas formam casais para estabelecer seus territórios e logo depois procriar.

Em período de procriação este animal fica mais barulhento e até agressivo. Se sua ideia é ter um casal desse gênero de pássaro, é preciso tomar alguns cuidados em especifico dependendo da época do ano.

As 8 espécies Platycercus Elegans

Podendo ser encontradas de cores e tamanhos diferentes, as Roselas possuem 8 espécies em sua linha, elas são:

Platycercus Adelaidae;
Platycercus Adelaidae

Platycercus Adscitus;
Platycercus Adscitus

Platycercus Caledonicus;
Platycercus Caledonicus

Platycercus Elegans;
Platycercus Elegans

Platycercus Eximius;

Platycercus Eximius;

Platycercus Flaveolus;
Platycercus Flaveolus

Platycercus Icterotis;
Platycercus Icterotis

Platycercus Venustus
Platycercus Venustus

No Brasil a espécies mais conhecidas e encontradas é a Rosela Eximius.

Observando suas cores

Pássaros exóticos normalmente são mais fáceis de serem encontrados em seu habitat natural. As Roselas normalmente vivem em áreas rurais, principalmente próximos a margens de rios, matas e savanas com árvores.

Com o tempo elas foram se adaptando com diferentes climas e ambientes e foram migrando para a área urbana. Hoje podemos encontrar essa espécie em pomares, praças com jardins, bosques abertos e são lindas, passam deixando as cidades mais bonitas.

Criando as Roselas

Para a felicidade de muitos apaixonados por pássaros, a espécie pode ser criada em casa, mas é preciso montar todo um ambiente adequado para esse gênero de pássaro.

É possível ter mais de um pássaro também, mas como comentamos a cima em época de procriação eles podem ficar mais agressivos, é necessário neste período separar o casal se caso vir a ocorrer brigas. Se for mais de um casal, será preciso separá-las antes de começar a época de procriação.

Se estiver querendo criar pássaros da espécie é preciso:

  • Essa espécie de pássaro pode ser criado em gaiolas, mas é necessário que as gaiolas sejam bem grandes e feitas de arame resistente. As Roselas Eximius são agitadas e gostam de espaço, gaiolas pequenas não vão oferecer um conforto que este tipo de pássaro necessita;
  • Não existe uma temperatura ideal para que esses pássaros sejam criados, elas podem tomar sol em certos momentos do dia, mas precisam de proteção durante a noite por conta de geadas e frio.

Este tipo de pássaro odeia vento e sentir frio e se senti muito confortável sentindo o sol da manhã;

  • Alimentação das Roselas é outro ponto que seus criadores devem cuidar bastante. A alimentação é baseada em hortaliças, larvas, frutos, ração extrusada que é farinhada, essa ração substitui a alimentação que a ave teria em seu habitat natural.

Sempre utilize ração de boa qualidade, sementes e frutos. É importante trocar a água da gaiola ou viveiro pelo menos duas vezes ao dia (água sem cloro);

  • Esses pássaros podem ser criados na mão quando recém nascidos, é assim que se tornam uma boa companhia, pois é criado um laço entre dono e animal.

Para que isso seja possível, o pássaro precisa ser retirado de seu ninho com 20 dias de vida, ser alimentado com papinhas próprias que podem ser encontradas de forma fácil em lojas de produtos especializados em aves.

As Roselas e suas cores realmente encantam a todos, e uma boa opção se pretende criá-las e construir pequenos viveiros, onde haverá espaço para as Roselas voarem e se sentirem confortáveis, além de podem protegê-los com uma proteção em cima do viveiro por conta de chuvas, sol forte e frio.

O que achou da postagem? Deixe seu comentário.

Compartilhar.

Sobre o autor

O 1º Portal para criadores e apaixonados por pássaros.

Comentários estão fechados.