Compartilhar.

O Periquito Australiano foi descoberto em 1840 no país de origem, foi levado à Europa ainda naquela época, causando grande alegria a todos que tinham contato com a ave e que iniciaram, então, sua criação em cativeiro. Rapidamente, foi aceito como pássaro de estimação e passou a ser adotado em larga escala pelos europeus.

Originalmente, possuía penas de cor verde-claras. Entretanto, desde então vem sendo observadas mutações, capazes de gerar diversas cores em sua penugem. Essa variedade permanece até os dias atuais. As cores têm, então, se diversificado de maneira constante, fazendo com que essas aves encantem públicos cada vez maiores.

Por ter origem no interior australiano, em região bastante árida, Periquito Australiano tem muita resistência.

Características de Periquito Australiano

O Periquito Australiano é uma ave de pequeno porte, com 18 cm de envergadura média, peso médio entre 22 a 40 g, sendo distintos os pesos entre machos – mais leves, entre 22 a 34g – e fêmeas – mais pesadas, entre 24 e 40g.

Em cativeiro, são de porte maior, em comparação às criadas em liberdade. Possuem cores azul, cinza, amarelo, cinza-esverdeado, violeta e branca.

Na natureza, possuem cores esverdeadas com tons em preto da cabeça à cauda e amarela na parte superior do bico; além de manchas pretas no pescoço e caudas em tons azuis e amarelos.

Possui um bico pequeno, por ser encoberto pelas penas; mas não se engane, é bastante afiado. E suas unhas, alongadas. Podem ser treinados para emitirem sons idênticos à fala humana, como papagaios.

Como começar a criação de Periquito Australiano

O Periquito Australiano é bastante afeito a ser criado em cativeiro. Com uma personalidade curiosa, possui a habilidade de conseguir grande atenção por parte de quem deseja criar tal espécie.

São fáceis de cuidar e bastante acessíveis a todos os públicos – ou seja, seu valor de mercado é reduzido.

Essa ave deve ser criada com bastante carinho e atenção. Tudo para não vir a sofrer quaisquer danos de saúde. É importante, ainda, atentar aos cuidados básicos de higiene.

Reprodução de Periquito Australiano

Periquito australiano

A reprodução do Periquito Australiano ocorre entre junho e setembro – sendo também, eventualmente, no mês de janeiro.

Casais costumam se tratar de forma afetuosa, demonstrando isso com gestos, como o macho fornecendo alimentos às fêmeas.

Necessitam de ninhos para se reproduzir e chocarem seus ovos, sendo colocados, a cada vez, entre quatro a seis ovos, levando de 18 a 21 dias para o nascimento de suas crias – sempre ressaltando que põem ovos em dias intercalados.

A identificação de machos e fêmeas é realizada através da cor da cera – uma formação de sua estrutura, localizada acima dos bicos – nos machos sua cor é azul-púrpura e nas fêmeas, marrom.

Alimentação de Periquito Australiano

Periquito Australiano deve contar com uma dieta baseada em sementes e gramíneas. Seu hábito alimentar é durante o dia, descansando à noite.

Em cativeiro, devem ser oferecidas, além de sementes, verduras como espinafre e chicória, além de frutas, tais como banana e laranja.

Devem ter sua rotina de sono respeitada, para não sofrerem danos à saúde.

Conclusão sobre Periquito Australiano

Por ser uma ave dócil e bastante habituada a viver em cativeiro, Periquito Australiano é bastante procurado por pessoas que desejem criar pássaros em seus lares.

Ao criar essa linda espécie, pode ter certeza de que terá muitas alegrias em sua rotina, garantindo para seu dia a dia momentos de grande prazer.

Alguma dúvida sobre Periquito Australiano?
Deixe seu comentário para a gente!

O que achou da postagem? Deixe seu comentário.

Compartilhar.

Sobre o autor

O 1º Portal para criadores e apaixonados por pássaros.

Comentários estão fechados.